30/03/2017

A CHAPA 1 VENCE A ELEIÇÃO DO SINSEMPA


Com 367 votos ,  253 a mais que sua adversária,  a Chapa 1 ,encabeçada pelas professoras  Jucineide Lira e  Edrízia Gomes  vence a eleição para renovação da diretoria do Sindicato dos Servidores Municipais do Paulista- SINSEMPA, para o quadriênio 2017/2021, realizada na quarta-feira (29), impetrando uma derrota esmagadora à Chapa 2, que conseguiu conquistar apenas 114 eleitores.

Os servidores públicos do Paulista que elegeram a Chapa 1 para representá-los pelos próximos quatro anos, mostraram que não se deixaram levar por difamações e acusações caluniosas vindas de membros da Chapa concorrente, na rede social Whatsapp e em carros de som. Eles mostraram que passaram a abominar  as práticas arcaicas de se fazer sindicalismo.

Jucineide Lira acredita que o diálogo,  usando  firmeza na voz , ainda é o melhor caminho para tentar conseguir os direitos dos servidores.

Ganhando a Chapa 1, ganham os servidores . Perdendo a Chapa 2, perdem junto com ela:  CUT e  PSOL de Olinda (Grupo do deputado Edilson Silva e de Jesualdo Campos) que apostaram todas as suas fichas nàquela candidatura.

Componentes da Chapa 1:






23/03/2017

CÂMARA APROVA PROJETO QUE REGULAMENTA TRABALHO TERCEIRIZADO

Imagem relacionada

Do Congresso em Foco
Deputados aprovaram, nesta quarta-feira (22), o substitutivo do Senado ao projeto de lei (PL 4302/98) que regulamenta a terceirização e o trabalho temporário no Brasil. O texto foi enviado ao Congresso pelo Executivo e permite o uso do sistema em todas as atividades de uma empresa. Diante da obstrução feita por parlamentares da oposição, o plenário da Câmara votou, por duas vezes, pedidos de retirada de pauta. Ambos foram rejeitados pela maioria. Parte dos congressistas avaliou que as mudanças geram insegurança ao trabalhador. A sessão que aprovou o teor do PL que tramitava no Congresso há 19 anos durou mais de nove horas. Ao final da discussão,  231 deputados votaram a favor do texto, 188 contra e 8 abstenções.
De acordo com Henrique Fontana (PT-RS), o projeto traz um “grande prejuízo ao mundo do trabalho”. “Ele não protege nenhum trabalhador terceirizado. Ele não vai melhorar em nada para quem já é terceirizado. Aqui é só para empurrar aqueles que hoje tem um emprego direto, em condições mais seguras, um emprego melhor com todos os direitos respeitados, querem empurrar todos esses para a demissão para que eles retornem em uma empresa terceirizada com um salário menor e sem a estabilidade que tinham antes”, avaliou o deputado.
“A precarização das relações de trabalho que existe hoje naquelas áreas onde a terceirização prevalece ela será imposta neste momento de desemprego, para todo brasileiro. Chega a ser cínico ouvir de alguns colegas aqui dizendo que um trabalhador agradeceu por conseguir trabalho em uma empresa terceirizada. Enquanto, na verdade, a pessoa abre mão tantas e tantas vezes do seu direito porque não está encontrando um trabalho formal, adequado, protegido, com a carteira assinada”, reagiu Maria do Rosário (PT-RS) ao dizer que o projeto é uma “múmia saída dos armários mais terríveis da Câmara”.
Enquanto isso, Darcísio Perondi (PMDB-RS) destacou que os congressistas favoráveis ao projeto querem “libertar os operários da escravidão dos sindicatos”. O deputado citou exemplos da Europa e da Ásia que, de acordo com ele, aumentaram a produtividade após usar o “instrumento da terceirização”.
“O Brasil é o último país que mantém a selvajaria, a precarização, e nós precisamos da terceirização. Esta é a maior e principal arma nesse momento para enfrentar a tragédia do desemprego que o PT e a oposição entregou para nós no ano passado”, alegou Perondi.
Outro defensor da proposta foi o deputado Carlos Manato (SD-ES). Para ele, o processo que regulamenta a terceirização vai “modernizar” as leis trabalhistas.
Júlio Lopes (PP-RJ) chamou a legislação trabalhista vigente de “enrijecida”. O deputado explicou que as leis atuais oneram o posto do trabalho em 28% do custo do trabalhador direto. “É essa legislação antiquada que não flexibiliza a negociação entre empregados e empregadores, que custa demais ao trabalho formal e expulsa da legalidade e da formalidade metade da população brasileira trabalhadora. O projeto cria uma nova perspectiva de empregabilidade e de prosperidade”, disse.
Pouco antes da votação, membros da oposição fizeram manifestação contrária à proposta. Eles levantaram diversos patos infláveis afirmando que, em caso de aprovação do texto, “a população que vai pagar o pato”. Neste momento, pessoas que acompanhavam a discussão da galeria também reagiram e gritaram: “Não, não, não! Não à terceirização”.

Como votaram os deputados pernambucanos:

          SIM                                                            NÃO

Augusto Coutinho - SD                                  Daniel Coelho - PSDB
André de Paula - PSD                                    Severino Ninho -PSB
Pastor Euríco - PHS                                       Sílvio Costa - PTdoB
Cadoca - PDT                                                  Wolney Queiroz - PDT              
Eduardo da Fonte - PP                                   Betinho Gomes - PSDB
Fernando Monteiro -PP                                  Creuza Pereira - PSB
Guilherme Coelho - PSDB                              Danilo Cabral - PSB
Jarbas Vasconcelos - PMDB                          Luciana Santos - PCdoB
Jorge Côrte Real - PTB
Marinaldo Rosendo - PSB
Ricardo Teobaldo - PTN 
Zeca Cavalcanti - PTB                                                                                             

21/03/2017

PAULISTA: PSOL BUSCA PARTIDARIZAR A ELEIÇÃO DO SINSEMPA




Com eleição marcada para o próximo dia 29, o Sindicato dos Servidores Municipais do Paulista- SINSEMPA, busca renovar o mandato de sua diretoria. Com quase 29 anos de fundação, o Sinsempa tem em sua história uma vasta lista de conquistas. Essa lista cresceu com mais intensidade no mandato interino de  Jucineide Lira como presidente. A pedagoga não é adepta dos escárnios públicos, ela prefere conquistar direitos através de argumentos.

Jucineide assumiu o comando da entidade em fevereiro de 2015, quando o Judiciário , mediante denúncia ofertada pelo Ministério Público, afastou o então presidente Genivaldo Ribeiro (Pezão) acusando-o de desvio de verba e levando-o à responder um processo criminal, o qual ele o faz  em liberdade.

Findo o prazo determinado para formação de Chapas, apenas duas se mostraram aptas para concorrer à eleição. A Chapa 1 que tem  as professoras   Jucineide Lira e Edrízia Gomes  na cabeça e, a Chapa 2  encabeçada pelo aposentado Clodoaldo Batista e pelo Guarda Municipal Gilliard Zacarias.

Dois fatos  pitorescos chamam à atenção os servidores, neste pleito. Um deles é o fato de estarem juntos na Chapa 2, Clodoaldo Batista, Jacira Torres, Pezão e Joana Leandro. Os dois últimos, não como componentes, pois estão impossibilitados mas, como principais apoiadores. 


O outo fato, e o que chama mais atenção, também na Chapa 2, é o envolvimento profundo do grupo político do deputado estadual por Pernambuco, Edilson Silva (PSOL).  Esse grupo está a todo custo tentando partidarizar essa eleição. À frente, está o advogado e ex-candidato a deputado federal e vereador de Olinda, Marcos do PSOL. Como representante da Chapa, está o assessor de gabinete Samuel Herculano, além de vários componentes da sigla, posicionados em pontos estratégicos.



Não se sabe ainda qual o interesse desse grupo cuja maioria reside em Olinda, em  ganhar o comando do Sindicato dos Servidores Municipais do Paulista




20/03/2017

SENADOR ARMANDO MONTEIRO E O FIM DO FORO PRIVILEGIADO

Imagem relacionada
O senador Armando Monteiro Neto (PTB) é o único pernambucano que vota a favor da proposta apresentada pelo senador Álvaro Dias (PV- PR), que pretende por fim ao foro privilegiado para políticos. Hoje, presidente da República, senadores e deputados entre outros, ao cometerem crimes comuns tais como corrupção ou roubo, são processados e julgados pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Já os governadores, têm seus processos julgados pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).Caso a proposta seja aprovada, essas autoridades passarão a responder processos na primeira instância da Justiça.
Os senadores Fernando Bezerra Coelho (PSB) e Humberto Costa (PT) não assinaram e, sendo assim devem uma justificativa a seus eleitores e à toda sociedade em geral. Tanto Humberto Costa quanto Fernando Bezerra , são citados por executivos da Odebrecht , na Operação Lava Jato.
                Resultado de imagem para fernando bezerra e humberto costa

PERNAMBUCO FICOU MAIS DISTANTE DO "HUB" DA LATAN

A inclusão do Aeroporto Pinto Martins, de Fortaleza, no programa de concessões do governo federal e o fato de ele ter sido arrematado pela empresa alemã Flaport por R$ 425 milhões, o torna favorito para vencer a disputa que ora trava com o dos Guararapes (Recife) e o Augusto Severo (Natal) para converter-se em “hub” da Latan. 

O Governo de Pernambuco tem lutado em várias frentes pela conquista desse “hub”, que será um centro de conexões de voos que chegam ao Brasil, procedentes da Europa e dos EUA, com destino à América Latina. Mas perdeu a primeira batalha para o Governo do Ceará, que também se esforça com a mesma finalidade, ao não conseguir incluir o Guararapes no programa. Houve, ainda em 2016, uma vaga promessa do ministro Moreira Franco de que nas próximas rodadas de concessões o aeroporto do Recife seria incluído, mas o Ministério dos Transportes descarta por enquanto essa possibilidade.

Inaldo Sampaio

ATUAIS MINISTROS DO TSE JÁ NEGARAM DIVIDIR CHAPA EM CASO SEMELHANTE AO DE TEMER

O presidente Michel Temer durante evento do governo federal, em Brasília

Em decisão unânime em novembro do ano passado, os sete ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitaram um pedido para "dividir' a chapa eleitoral numa ação de cassação de mandato por abuso de poder econômico nas eleições municipais de 2012.

O pedido negado pelo Tribunal, é semelhante ao pedido feito pela defesa do presidente Michel Temer (PMDB)para que o TSE não casse seu mandato na Ação que julga a campanha à reeleição de Dilma Rousseff (PT).

Fonte: Notícias Uol

19/03/2017

SERRAGLIO ERA PROTETOR DO FISCAL DA "CARNE FRACA"

                           

Não foi por acaso que Osmar Serraglio recorreu ao fiscal agropecuário Daniel Gonçalves Filho para pedir que acudisse o dono de um frigorífico sob fiscalização no Paraná. No exercício do seu mandato de deputado federal, Serraglio notabilizou-se como um ferrenho protetor político do personagem. Agora, na pele de ministro da Justiça, Serraglio tenta se desvencilhar do seu protegido, acusado pela Polícia Federal de liderar a “organização criminosa” desbaratada na Operação Carne Fraca.

blog apurou que Serraglio pegou em lanças para tentar impedir que o “grande chefe”, como se referia a Daniel Gonçalves Filho, fosse afastado do comando da superintendência do Ministério da Agricultura no Paraná. Última titular da pasta da Agricultura na gestão de Dilma Rousseff, a senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) recebeu Serraglio em seu gabinete no ano passado, antes do impeachment da ex-presidente petista. O visitante estava acompanhado do deputado Sérgio Souza (PMDB-PR), outro anteparo político do fiscal da Carne Fraca.

Lula e Dilma participam de inauguração simbólica da transposição do São Francisco no sertão da Paraíba


Os ex-presidentes da República Lula e Dilma foram até o sertão da Paraíba neste domingo (19) participar da inauguração simbólica da transposição do rio São Francisco. Lula foi o responsável pelo início das obras que levaram água até o sertão nordestino, em 2007. As obras foram interrompidas no governo Dilma, devido a diversas causas, entre elas denúncias de corrupção e crise política instalada antes do processo de impeachment.
Milhares de pessoas acompanham a cerimônia. Um grande engarrafamento se formou nas estradas que dão acesso à cidade de Monteiro. O objetivo dos petistas é rebater o discurso do atual governo sobre a “paternidade” da obra.
Senadores, deputados e membros do Partido dos Trabalhadores também participaram da homenagem aos ex-presidentes da legenda. No Twitter, internautas utilizaram a rede social para prestar apoio com a #ComLulaOSertaoVirouMar que ficou no ranking dos assuntos mais falados no Brasil durante boa parte do dia. Veja abaixo algumas fotos cedidas pela Assessoria Governo da Paraíba.
Há nove dias, o trecho leste da transposição foi inaugurada, em meio a protestos, pelo presidente Michel Temer. Também presente ao evento, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) saiu em defesa do peemedebista. O senador disse que Lula deu início às obras, mas que sua conclusão dependeu da “determinação” do atual presidente.
Fonte: Congresso em Foco

11/03/2017

FEMOCOHAB-PE PAGA SEGURO DE 16 FAMÍLIAS NO JANGA



Na manhã do último dia 09 de março, 16 famílias do Bloco 01 no Conjunto Residencial Beira Mar, bairro do Janga, em Paulista, receberam suas indenizações referentes ao Seguro Habitacional , por conta de Vícios de Construção. 

O Departamento Jurídico da Femocoab que se fez representar pelos advogados Paulo Rodrigues, Thiago Renier e Erilene Faustino, mais uma vez consegue fazer a alegria de pessoas que necessitam desse dinheiro para refazerem suas vidas.




O PR É CONDENADO POR DÍZIMO ELEITORAL

             
                                     Relator afirmou que o desconte era chamado de dízimo

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Mato Grosso condenou o Partido da República a devolver ao Fundo Partidário R$ 2 milhões arrecadados de servidores públicos estaduais (efetivos ou contratados), ocupantes de cargos de confiança. Eles pagavam contribuição partidária mediante desconto mensal e automático nas suas respectivas contas-salário. O juiz relator das contas do partido relativas a 2011, Divanir de Pieri, afirmou que “esse processo é denominado ‘dízimo partidário”, sendo fonte vedada de recursos.

Reportagens do Congresso em Foco apuraram a cobrança de caixinha de servidores da Câmara dos Deputados pelo PSC em 2011 e a coleta de doações dos funcionários dos gabinetes para reformar a campanha dos deputados em 2014.
O relator explicou que tribunais eleitorais e o Tribunal Superior Eleitoral  já se posicionaram no sentido de que “os estatutos partidários não podem conter regra de doação vinculada ao exercício de cargo, uma vez que a doação consubstancia ato de liberalidade e, portanto, não pode ser imposta obrigatoriamente ao filiado”.
O juiz membro do TRE-MT prosseguiu dizendo que “o conceito de autoridade pública, a que se refere o art. 31 da Lei no 9.096/95, independe da natureza do vínculo de quem exerce o cargo (efetivo ou comissionado) e se aplica a qualquer dos poderes, seja ele Executivo, Legislativo ou Judiciário”.
As contas do PR foram reprovadas pelo plenário do tribunal por diversas irregularidades apontadas pela Coordenadoria de Controle Interno e Auditoria do TRE, sendo a mais greve a que se refere às doações dos servidores. Outros R$ 188 mil foram arrecadados irregularmente. Esse montante se refere a cotas do fundo recebidas pelo PR em período que o direito de recebimento de receita dessa natureza estava suspenso. Essa irregularidade é considerada gravíssima. A Corte determinou ainda que o PR não receba novas cotas do fundo partidário pelo período de um ano.

FRENTE POPULAR DE 2018 SERÁ INFERIOR À DE 2014

Ainda é cedo para se fazer uma previsão de como estará a Frente Popular de Pernambuco em 2018, ano da reeleição de Paulo Câmara. Mas seguramente ela estará menor do que aquela de 2014. Perdeu inicialmente (para o PT) a vereadora Marília Arraes, depois (para o PSDB) o ex-governador João Lyra Neto e sua filha, Raquel, nova prefeita de Caruaru, e mais recentemente o advogado Antonio Campos com toda carga simbólica que ele representa: neto de Miguel Arraes, filho da ministra Ana (TCU) e único irmão de Eduardo Campos. 

Isso sem falar também da “expulsão” do PSDB e do DEM, iniciativa do próprio governador pelo fato de os dois partidos terem lançado chapa própria à prefeitura do Recife em 2014. Não quer dizer que Paulo Câmara esteja com a reeleição ameaçada e sim que deverá ter mais trabalho do que aquele que teve três anos atrás para derrotar o senador Armando Monteiro, a quem irá enfrentar pela segunda vez.

Inaldo Sampaio

10/03/2017

PAULO RUBEM SANTIAGO NO PSOL


                             Resultado de imagem para paulo rubem

No mesmo mês que a atleta Joanna Maranhão se filiou ao PSOL, o partido também recebe a filiação de um grande nome da esquerda brasileira: o ex-deputado federal Paulo Rubem Santiago assina sua ficha de filiação ao partido na próxima segunda-feira, em ato na Câmara de Vereadores do Recife. 


Com a experiência de ter sido vereador do Recife, deputado estadual e federal, com destacada atuação nas áreas de Educação e orçamento público, Paulo Rubem Santiago também é ex-presidente da Fundação Joaquim Nabuco (FUNDAJ) e professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Paulo chega ao PSOL num importante momento de resistência pela garantia de direitos já conquistados no país. 

Fonte: Facebook

VEREADOR CAMELO DO SEGURO REQUER MATERNIDADE PARA PAULISTA



Há muitos anos, as mulheres paulistenses não conseguem parir seus filhos na cidade. As Unidades Hospitalares e Maternidades que  existiam , aos poucos foram fechando suas portas. A mais antiga, "Maternidade de Dr. Taylor", como era chamada, deu lugar à Policlínica Torres Galvão (PTG). Em seguida, A Casa de Saúde e Maternidade Chalé II se transformou na Delegacia Metropolitana de Paulista e, a "Maternidade de Dr. Mário", como era conhecida, hoje é um prédio abandonado.

Nas  suas caminhadas em campanha eleitoral, o então candidato a vereador Camelo do Seguro, detectou que  um dos maiores anseios da população era ter uma Maternidade na cidade, onde as mulheres pudessem parir seus filhos. Sendo assim, fez ele, desse desejo, uma de suas  principais bandeiras de luta , depois de eleito.

Na tarde de ontem (09), ocupando uma das 15 cadeiras da Casa Torres Galvão, o vereador Camelo do Seguro viu o requerimento 240/2017, de sua autoria, ser aprovado. Nele, o edil requer ao chefe do Executivo que seja implantada na cidade do Paulista, uma Maternidade.




06/03/2017

DETRAN-PE FAZ PARALISAÇÃO DE 04/03 a 11/03 PODENDO SER POR TODO MÊS DE MARÇO



A imagem pode conter: 12 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé


Nós que trabalhamos no Detran não suportados mais a super exploração do trabalho humano por esta autarquia.

Somos concursados e vivenciamos uma gestão voltada unicamente para arrecadação e realização de astronômicas licitações que iremos detalhar em outra publicação porque nesta queremos mostra a população a qual fazemos parte a intenção do governo quando teve taxa que aumentou até 1000% .

EM 2007 DETRAN TINHA 1704 SERVIDORES E UMA RECEITA DE R$150 MILHÕES;

EM 2015 DETRAN TINHA 1370 SERVIDORES E UMA RECEITA DE R$ 400 MILHÕES;
EM 2016 COM CRIAÇÃO DE NOVAS TAXAS E AUMENTO DAS QUE JÁ EXISTIAM O DETRAN VAI ARRECADAR MAIS DE R$ 600 MILHÕES.


ENQUANTO DIMINUIU O NUMERO DE SERVIDORES E REDUZIU OS SALÁRIOS EM 32,85%, UMA PERDA DE 1/3, QUE IMPACTA MENOS DE 15% COM GASTOS EM SALÁRIOS, a gestão já tinha Licitação marcada para 12/01/2016 R$ 130 milhões para empresa digitalizar contratos de financiamento de veículos, suspensa e dormindo nas gavetas a espera de um momento para passar sem que ninguém perceba. Suspensa por denúncia do sindicato.

Então avisamos a população que enquanto o governo não enviar proposta por escrito com reposição de nossas perdas SALARIAIS e não cumprir os pontos pendentes do acordo assinado em 2015 a PARALISAÇÃO CONTINUA E VAMOS APRESENTAT CONTESTAÇÃO A DECISÃO JUDICIAL NA QUAL DESEMBARGADOR FOI INDUZIDO A ERRO POR MENTIRAS APRESENTADAS PELO GOVERNO EXPLORADOR QUE NOS IMPUTOU MULTA DE R$ 30 mil dia.

AGUARDAMOS JUNTOS COM A POPULAÇÃO PROPOSTA POR ESCRITO DO GOVERNO PARA ANALISE E VOLTA A NORMALIDADE.


Alexandre Bulhões

Presidente do Sindetran- PE.

03/03/2017

NÃO SE PODE CASSAR DILMA SALVANDO TEMER

O Brasil continua sendo um país sui generis. Em dezembro de 2014, o TSE aprovou, com ressalvas, por unanimidade, a prestação de contas da campanha de Dilma/Temer da eleição presidencial daquele ano.

O relator foi o ministro Gilmar Mendes, cuja ojeriza ao PT dispensa comentários. Meses depois, porém, o próprio ministro pediu ao Ministério Público que as contas fossem reanalisadas por suspeita de recebimento de dinheiro sujo da Petrobras. 

O pedido deixou o PSDB numa saia justa. O partido entrara com três ações no TSE questionando a prestação de contas dos adversários. E como não poderia prever a queda de Dilma, nem tampouco a ascensão de Temer, agora é obrigado a concordar com o ministro Herman Benjamin, que deseja julgar essas contas ainda este ano. Só que, para cassar o registro de Dilma, tem que cassar também o de Temer (a chapa é una), o que arrastaria o desfecho para 2018 porque caberia recurso ao STF.

Inaldo Sampaio

CONGRESSO REABRE, COMEÇA A GUERRA DAS COMISSÕES

Na guerra interna  por  comissões, que marca o começo -de fato-do ano em Brasília, o PMDB já garantiu sua colheita: fica com a CCJ, comandada por Rodrigo Pacheco. Fica também com Transportes, Agricultura e Previdência.

O PSDB ficou com Relações Exteriores, na pessoa de Bruna Furlan. No entanto, os tucanos ainda querem Educação e Seguridade Social mas, isso depende de acertos com outras siglas.

02/03/2017

PADILHA NA FRITURA

                         Resultado de imagem para eliseu padilha 

O presidente Michel Temer avalia com interlocutores próximos como “muito delicada” a situação de Eliseu Padilha, após seu ex-assessor especial José Yunes confessar que recebeu “pacote” em 2014 do doleiro Lúcio Funaro a pedido do hoje ministro-chefe da Casa Civil.

Diante repercussão negativa, Padilha deve estender a licença-saúde para além do dia 6, para aguardar uma posição do procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Temer, porém, deve recomendar ao ministro que apresente uma carta-renúncia.

Leandro Mazzini

TUCANO COBRA SEGURANÇA AO GOVERNADOR PAULO CÂMARA

                             Resultado de imagem para BETINHO GOMES     

Betinho Gomes (PSDB), deputado federal e ex-candidato a prefeito do Cabo de Santo Agostinho, fez dura cobrança ao governador Paulo Câmara (PSB), por segurança na cidade.

O tucano usou as redes sociais para veicular um vídeo fazendo severas críticas ao governo estadual,ainda nesta quinta-feira (02), horas depois do ataque criminoso à agências bancárias no Cabo. "Não dá mais pra ficar só na promessa", disse ele. 

Fonte: Coluna Pinga Fogo

ODEBRECHT DIZ QUE DOOU R$ 120 MILHÕES POR CAIXA 2 À CHAPA DILMA /TEMER


Resultado de imagem para marcelo odebrecht




Em depoimento ao ministro Herman Benjamin, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Marcelo Odebrecht, herdeiro e ex-presidente da maior empreiteira do país, declarou que repassou o equivalente a R$ 120 milhões (4/5 de um total de R$ 150 milhões), por meio de caixa dois, para a campanha de Dilma e Michel Temer, em 2014. O empreiteiro tratou com naturalidade a prática de doações sem registro à Justiça eleitoral. “Eu não era o dono do governo, eu era o otário do governo. Eu era o bobo da corte do governo” afirmou Marcelo.Odebrecht, segundo relato do jornal O Estado de S. Paulo.

Uma parte dos recursos não contabilizados na Justiça eleitoral foi entregue em espécie ao marqueteiro João Santana, afirmou. Ele também confirmou a presença do presidente Michel Temer em jantar, no Palácio do Jaburu, em que foi negociado repasse de mais de R$ 10 milhões ao PMDB. Marcelo Odebrecht negou, contudo, ter acertado diretamente os valores com Temer. A negociação, conforme o relato dele, foi feita entre Cláudio Melo Filho, executivo da empreiteira, e o atual ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, também presentes ao jantar. O empresário admitiu que parte dessa doação pode ter sido feita por caixa dois.

Marcelo Odebrecht foi ouvido em Curitiba, onde está preso há um ano e meio, por quase quatro horas pelo ministro Herman Benjamin, que relata a ação movida pelo PSDB que pede a cassação da chapa Dilma/Temer no TSE. A defesa do peemedebista tenta separar as contas dos dois partidos, alegando que o vice não pode ser responsabilizado por atos da ex-aliada.
Segundo o empresário, R$ 50 milhões foram repassados pela empreiteira à chapa em contrapartida pela votação da medida provisória do Refis, de 2009, ainda no governo Lula, que beneficiou a Braskem, empresa controlada pela Odebrecht. O executivo contou que as negociações foram feitas entre ele, João Santana e o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega. Marcelo disse que alertou Dilma, em encontro no México, que os pagamentos do marqueteiro do PT estavam “contaminados” porque eram feitos por meio de offshores usadas pela Odebrecht para liberação de propina.
Ainda em seu depoimento, Marcelo Odebrecht ressaltou que a Odebrecht não era a única empresa a doar, por meio de caixa dois, para conquistar apoio político. Segundo ele, a prática é “natural”, mas envolve também o pagamento de propinas. O empresário foi condenado, em 2016, a 19 anos e 4 meses de prisão pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa no esquema de desvios na Petrobras.
De acordo com a Folha de S.Paulo, o empreiteiro contou, ainda, que foi procurado pelo senador Aécio Neves (PSDB-MG), na reta final da campanha presidencial de 2014. Ele disse que foi procurado pelo ex-presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig) Osvaldo Borges e que acertou com ele uma ajuda a candidatos apoiados pelo tucano. O jornal não especifica valores nem se os repasses foram declarados à Justiça eleitoral ou se foram feitos por caixa dois.

INTERESSANTE MENSAGEM TROCADA ENTRE O PCC E O COMANDO VERMELHO INTERCEPTADA PELA POLÍCIA FEDERAL.


                              Resultado de imagem para pcc e comando vermelho










"Mano, Mano, alô! Nós não podemos aceitar comer tanto tempo de cadeia por tráfico de drogas enquanto os políticos ladrões que roubam o dinheiro do povo ficam soltos".

"Pois é, irmão! Nós somos injustiçados! Eles só ferram a gente. Nós temos que nos unir! Nós tamos vacilando brigando entre nós no morro e nos presídios; não vamos mais brigar entre nós, Mano.

Os políticos ladrões se unem lá em Brasília para sair fora dos processos e da cadeia enquanto nós come tanto tempo de cadeia brigando nos presídios".

"Mano, o dinheiro e as coisas que a gente rouba são tudo tomado, a gente fica sem nada. Já os roubos dos políticos ladrões vai tudo para o exterior e depois voltam na lei. Inventaram até a lei da repatriação".

"Irmão, você tá com razão. A gente tem que fazer algo para mudar nossa situação".

"Mano, nós já tamos com umas ideais aí. Dando certo, nós seremos amados pelo povo! Nós vamos fazer igual aos políticos ladrões que roubam e ainda tem quem os defendam! Teremos o povo também ao nosso lado!

"Irmão, como fazer isso?"

"Mano, vamos executar alguns políticos ladrões. Primeiro os que estão presos porque será mais fácil com nossos irmãos lá; Depois, outros que estão soltos. Temos que ser rochedos, vamos arrasar, vamos mostrar que temos força, vamos deixar a marca do PCC e CV."

"Irmão, qual é a ideia?"

"Mano, primeiro vamos executar o Eduardo Cunha, Sérgio Cabral e José Dirceu. Depois, vamos pra cima de Romero Jucá, Renan Calheiros e José Sarney. Damos um tempo... Aí a gente executa o corrupto do Gilmar Mendes, Augusto Nardes e Dias Toffolo. O povo vai delirar, Mano. O povo vai falar demais. Nós seremos heróis! O povo vai querer perdoar a gente, o povo vai tá do nosso lado, vai querer ajudar a gente, vai nos defender e assim a gente pode sair da cadeia."

"Irmão, essa ideia é papo reto!".

Enviado por nosso leitor, Samuel Filho.