31/07/2015

Recife, uma cidade abandonada e esburacada.



A sensação que tive ao sair de casa nas últimas semanas é a de abandono e descaso. Os jornais não param de noticiar o tamanho do caos que está a nossa cidade. Até a próxima semana, todos os nossos jovens terão voltado as aulas. Mais de 200 mil carros transitando novamente em uma cidade sem estrutura. Temos um dos piores trânsitos do país e, o que já é um caos, ficará ainda pior. Vale lembrar que a gestão atual nos fez o favor de não entregar ao Governo Federal o Plano Diretor de Mobilidade Urbana. Continuaremos sem recursos até que as exigências sejam atendidas. É praxe dessa gestão não entregar os documentos necessários para o crescimento da cidade e empurrá-los goela a baixo para serem votados na calada da noite.

Árvores vêm sendo derrubadas sem planejamento, buracos que impedem a passagem dos pedestres, a cidade sem manutenção. Nunca vi tanto buraco nas ruas! E as calçadas? Existe calçada no Recife?

São denúncias de todos os lados, pessoas morrendo eletrocutadas, passarelas sem condições de uso,

O túnel da Abolição, que tanto falamos, é uma vergonha plantada diante dos nossos olhos. Os nossos casarios históricos completamente esquecidos, Recife entregue e sendo vendida a preço de banana.

O Recife que a gente quer clama por uma avaliação séria e honesta do que realmente está acontecendo por aqui. Não queremos uma cidade apenas pra turistas, que fica bonitinha nas propagandas do horário nobre.

Vereadora Isabella de Roldão

Paulo Câmara prega "ajuda mútua" após audiência com a presidente Dilma Rousseff




Do JC Online

Assim como os demais governadores do País, Paulo Câmara (PSB) retornou do encontro com a presidente Dilma Rousseff (PT) sem respostas concretas para as demandas que apresentou na reunião desta quinta-feira (30) em Brasília. Após o encontro, o socialista não deixou transparecer frustração com a falta de um retorno objetivo do governo federal, mas cobrou mais disposição para o diálogo por parte da petista e de sua equipe.

“Os governadores vão ajudar, mas temos que ser ouvidos. A presidente se comprometeu em fazer uma sistemática de reuniões, ou setorista ou com todos, ou individuais. A gente espera que daqui para frente a cooperação mútua seja cada vez mais presente. A crise fiscal caminha com a crise política. É fundamental estarmos cada vez mais juntos”, falou.



De acordo com  Paulo Câmara, os governadores presentes ao encontro com a presidente se mostraram “solidários” e se colocaram à disposição para ajudar o Brasil. O socialista espera que essa solidariedade seja uma via de mão dupla. “É importante destravar os investimentos,  dialogarmos mais. Queremos ajudar. Ela vai buscar atender os pleitos dentro de uma visão federativa”, disse.

O pedido da presidente para que os governadores atuem junto a suas bancadas na Câmara Federal e no Congresso para facilitar a aprovação de alguns projetos será acatado por Paulo. “Temos uma série de pautas que afetam  Estados e municípios e não apenas a União. Como gestores temos que conversar com a bancada, mostrar que quem for oposição ao governo federal não pode ser oposição contra o Brasil. Alguns projetos precisam ser melhor trabalhados”, afirmou.

26/07/2015

Presidentes da Odebrecht e Andrade Gutierrez são levados para presídio

      Marcelo Odebrecht e outros executivos foram transferidos para o Complexo Médico-Penal. Foto: Félix R/Futura        Press

Os oito presos da 14ª fase da Operação Lava Jato, entre eles os presidentes das construtoras Odebrecht, Marcelo Bahia Odebrecht, e Andrade Gutierrez, Otávio Marques de Azevedo, foram transferidos na manhã deste sábado 25, por volta das 10h, para o Complexo Médico-Penal, em Pinhais, região metropolitana de Curitiba.

O juiz federal Sérgio Moro, que conduz os processos da Lava Jato, determinou a transferência atendendo pedido da Polícia Federal. O pedido de transferência dos 8 presos da Operação Erga Omnes, como foi batizada a 14ª fase da Lava jato, seria porque o espaço da custódia da superintendência da PF, em Curitiba, é pequeno.
No Complexo, para onde foram levados os executivos na manhã deste sábado, não há chuveiro individual, ou seja, o banho é coletivo. E o vaso sanitário é o chamado ‘boi’, um buraco no chão – o preso tem de ficar de cócoras, sentado sobre os calcanhares.

O Estadão


PMDB: O poder por trás do trono



Nas três décadas desde a restauração da democracia no Brasil, o Partido centrista do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) tem sido raramente fora do poder. Os dois presidentes sem ministros do PMDB em seus armários tinha motivos para se arrepender.Um deles foi acusado com a ajuda do partido. Outra foi humilhado por um comprador de votação precipitada-escândalo, muitos reckon congressional, por sua dependência de pequenos partidos de aluguel. Uma máxima da política brasileira é que "ninguém governa sem o PMDB."

Governar com ele não é nenhum piquenique, tampouco. O PMDB é uma parte indispensável da coalizão liderada por Dilma Rousseff, que pertence ao Partido dos Trabalhadores, de esquerda (PT). Seu vice-presidente, Michel Temer, é o presidente do PMDB; os presidentes das duas casas do Congresso são membros. Eles têm sido aliados rabugento. Dilma tem sido assolada por uma economia em queda, inflação elevada e um enorme escândalo de corrupção na Petrobras, a companhia estatal de petróleo. O PMDB foi torturado pelo enfraquecimento austeridade fiscal, a base de sua política econômica, e juntando-se os partidos de oposição no impeachment ameaçador.  


Em 17 de julho Eduardo Cunha, o presidente da câmara baixa do Congresso, anunciou que iria desertar para a oposição (sem sair do PMDB). Esta foi uma resposta furiosa de acusações, feitas em tribunal por um lobista, que em 2011 o Sr. Cunha havia exigido um suborno US $ 5 milhões em troca de apoio à legislação útil para alguns dos fornecedores da Petrobras. Ele nega isso. 


É a pessoa, não o partido, que está abandonando a coalizão, o PMDB foi rápido em declarar. Ainda assim, a saída do senhor deputado Cunha é uma preocupação para o presidente. Na semana passada, veio a notícia de que a polícia está investigando seu antecessor e mentor político, Luiz Inácio Lula da Silva, para possível tráfico de influência em nome de empresas de construção. Ele nega a acusação. Esse é mais um golpe para o PT agredidas. Dilma precisa do PMDB mais do que nunca, se ela é sobreviver até o fim de seu mandato em 2018. Cada vez mais, ele está executando o show.



Leia mais: http://www.economist.com

25/07/2015

Sílvio Costa: "Ninguém vai tirar a presidente"




Por Franco Benites

Os caminhos políticos do ex-senador Ney Maranhão e do deputado federal Silvio Costa (PSC) não se cruzaram no Congresso Nacional. Enquanto o primeiro se destacava no início da década de 1990 na defesa do então presidente Collor, hoje senador pelo PTB, o segundo iniciava a carreira política como vereador do Recife pelo modesto PMN. Vice-líder do governo Dilma Rousseff (PT) na Câmara Federal, Silvio é hoje, em parte, o que Ney foi no passado: um político que tem atraído os holofotes na defesa de uma gestão presidencial  assombrada pelo fantasma do impeachment.

Ney Maranhão defendeu Collor  mesmo com a aprovação do impeachment na Câmara Federal. “A minha posição é a mesma. Agiria da mesma forma”, garante. Hoje com 88 anos e assessor especial de Collor no Senado, ele analisa a postura de Silvio Costa.  “Ninguém melhor do que ele para fazer a defesa. Ele é o que eu fui: o chefe da tropa de choque do presidente com muita honra”, diz.

Para Silvio, Dilma não tem o que temer. “A oposição sabe que não há motivo para impeachment. Defendo um governo em que acredito,  uma mulher decente e digna. Faço isso com paixão. Ninguém vai tirar a presidente Dilma. Ela apareceu com 7,7% nas pesquisas, mas o PT tem base social. Manda mexer com a presidente que esses 7,7% vão às ruas ”, declara.

Silvio não deve parar por aí. “ Tenho 22 anos de vida pública limpa e isso incomoda os caras. Quando a presidente me convidou (para ser vice-líder do governo), sabia do meu perfil”, pontua.


Após derrotas, PT tenta se recompor no Recife





Apesar do momento de incerteza na política nacional, o PT de Pernambuco já começa a se movimentar de olho nas eleições de 2016. O principal desafio é recuperar a legenda das derrotas de 2012 e 2014, o que passa por uma reestruturação no Recife, que o partido comandou por 12 anos. No PT, os nomes do ex-prefeito João Paulo e do ex-coordenador do Mais Médicos Mozart Sales são lembrados como opções para disputar a prefeitura. A disposição interna, porém, é evitar embates como o de 2012.

Para o senador Humberto Costa, João Paulo é o candidato natural do PT. “Ele tem nome, tradição e experiência administrativa. Numa eventual disputa, tem mais peso”, justifica. João Paulo governou o Recife entre 2000 e 2008, mas perdeu a eleição para o Senado no ano passado. Além disso, o petista teve as contas de 2006 e 2008 julgadas irregulares pelo Tribunal de Contas, o que pode torna-lo inelegível se os recursos forem negados.

Até o final do ano, o PT deve realizar atos nas regionais do Recife para mobilizar a militância. O partido deve aproveitar as agendas para defender o próprio legado e fazer o contraponto com a gestão do prefeito Geraldo Julio (PSB).

Fonte: JC Online

23/07/2015

Marília Arraes compara gestão Geraldo Julio à "pior extirpe da direita"


             Foto de divulgação


Ainda falta mais de um ano para as eleições municipais de 2016, mas não há trégua da oposição ao governo municipal mesmo durante o recesso na Câmara de Vereadores do Recife. Nesta quarta-feira (22), a vereadora Marília Arraes (PSB), que entrou de licença maternidade em maio,  acusou o prefeito Geraldo Julio (PSB) de estender os contratos temporários da Prefeitura para obter benefícios eleitorais. "A gente via a pior extirpe da direita fazendo isso e agora a gente está vendo um governo que entrou na eleição se dizendo progressista tendo atitudes da direita mais ferrenha dos piores anos que a gente já viveu na política", declarou.

De acordo com a vereadora, Geraldo Julio quer "formar um exército de cabos eleitorais financiados com dinheiro público". A socialista coloca as eleições de 2016 como razão direta pelas ações do prefeito. "É um descaramento, na minha opinião, em um ano pré-eleitoral, chegar e tentar a prorrogação de contrato temporário. Se você pegar a lista de suplentes, pode ver a quantidade de suplentes que estão em cargos comissionados da prefeitura. E isso a gente não sabe os parentes de outros suplentes e de vereadores. Isso é escárnio", falou.

Apesar de Marília Arraes e Geraldo Julio serem do mesmo partido, a vereadora está distante da cúpula da legenda. No ano passado, inclusive, ela fez campanha para o hoje ministro Armando Monteiro (PTB) contra Paulo Câmara (PSB), que terminou eleito governador de Pernambuco. A socialista tem até setembro para trocar de partido e sabe que precisará mudar de legenda para disputar as eleições de 2016. "Pelo PSB, já disseram que não teria a legenda. Até porque não tenho condições de fazer campanha para Geraldo Julio", falou.


Fonte:JC Online

22/07/2015

PSDB, PSB e PP articulam para Datena ser candidato a prefeito de SP



Do JC Online

Três dos maiores partidos do país disputam a filiação do apresentador de TV José Luiz Datena para fazer dele candidato à Prefeitura de São Paulo, em 2016. Nas últimas semanas, ele foi sondado por nomes da cúpula do PSDB e PSB. A ponte entre Datena e os políticos é o deputado Delegado Olim (PP-SP), que também não descarta a ida do âncora do "Brasil Urgente" para sua sigla.

Datena esteve por duas vezes no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo de São Paulo. Na primeira, conversou com dois dos secretários do governador Geraldo Alckmin.
Depois, teve uma reunião privada com o próprio tucano. As conversas, no entanto, não impediram que o vice de Alckmin, Márcio França (PSB), investisse numa aproximação com o apresentador. "Nós saímos para jantar. O Datena gostou muito dele", disse Olim.

A informação de que o apresentador está cogitando ser candidato a prefeito foi antecipada pela coluna de Fávio Ricco, no portal UOL. Ao jornalista, Datena admitiu estar considerando o assunto, mas não quis dizer quais partidos os procuraram. "Realmente fui sondado e passei a analisar se vale a pena ou não. Quem sabe não posso ajudar? Estou estudando esse assunto e, de fato, existem dois partidos, que prefiro por enquanto não revelar quais são, insistindo muito comigo", disse.

"Está tudo tão ruim, que estou propenso a aceitar. Eu sou honesto. Não sou vagabundo e não roubo, ao contrário do que existe por aí. E mesmo que eu decida sair, só vou me filiar no tempo certo. Dois ou três dias antes de esgotar o prazo", encerrou.
Procurados, dirigentes do PSDB e do PSB afirmaram que as conversas estão acontecendo de maneira reservada e que o próprio Datena vinha pedindo discrição.

A ida de Datena para o PSB terminaria por liquidar as chances de a senadora Marta Suplicy (sem partido-SP) se filiar à sigla para concorrer à Prefeitura. Como mostrou a Folha na última quinta-feira (16), o partido se irritou com a aproximação da ex-petista com o PMDB. Para negociar com os peemedebistas, Marta adiou por duas vezes sua filiação ao PSB.

A reportagem tentou contato com Datena, mas até o momento não obteve resposta.

STF confirma veto de Dilma ao reajuste dos servidores do Judiciário




Do JC Online

O Supremo Tribunal Federal (STF) foi informado nesta terça-feira (21) pelo Ministério do Planejamento que a presidente Dilma Rousseff vetou o projeto de lei que reajusta os salários dos servidores do Judiciário. Caso a proposta fosse aprovada, o aumento da categoria poderia variar entre 53% e 78,56%, dependendo da classe e do padrão do servidor. O veto deve ser publicado nesta quarta-feira (22) no Diário Oficial da União.

O reajuste foi aprovado no mês passado pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado. O governo afirma que não há recursos para pagar a recomposição. Segundo estimativas do Ministério do Planejamento, o reajuste acarretaria impacto superior a R$ 25 bilhões em quatro anos, nas contas públicas.

O anúncio de que o reajuste seria vetado devido à atual crise econômica provocou várias manifestações de servidores do Judiciário em frente ao Palácio do Planalto. Hoje, por volta das 10h, os manifestantes iniciaram um buzinaço e usaram cornetas para pressionar presidenta para sancionar o reajuste da categoria, cujo prazo terminou nesta terça-feira (21).

19/07/2015

Comunistas brasileiros visitam Cuba atrás de Fidel


Presidente do PCdoB, a deputada federal Luciana Santos (PE), viajou ontem com comitiva para Havana. Sonha se encontrar com o líder Fidel Castro, inspiração para os comunistas brasileiros, e se apresentar como primeira mulher a presidir o partido.
O séquito tem garantia de pelo menos apertar a mão do presidente Raúl Castro.
A presidente do partido diz que o novo momento de Cuba, com a abertura iminente e o fim do embargo comercial dos Estados Unidos, exige um olhar apurado e de perto do partido.
‘Há um fato novo, os EUA viram que a sua política não deu certo. É um momento de afirmação’.
Leandro Mazzini

No Congresso, cerco duplo ao menor bandido


O Senado aprovou o projeto de José Serra (PSDB-SP) que aumenta de 3 para 10 anos a internação do menor autor de crime hediondo. O projeto provavelmente passa na Câmara, e os governistas o comemoraram como opção à PEC da Redução da Maioridade Penal.
Mas agora a ficha caiu.
Foi o senador Lindbergh (PT-RJ) quem alertou: corre-se o risco de um cerco duplo ao menor infrator se o plenário também aprovar a redução da maioridade para 16 anos na PEC que será, provavelmente, ratificada na Câmara em segundo turno, e enviada à Casa Alta no segundo semestre.
O artífice da proposta, presidente da Câmara, Eduardo Cunha, já conversa com o presidente do Senado, Renan Calheiros, a fim de conquistar a maioria em apoio no plenário.
Renan e Cunha começaram a se afinar contra a presidente Dilma. Cientes de que ela é contra a PEC, vão fazer o possível para a redução da maioridade, e a promulgação ainda este ano.
Porém no Senado o cenário é diferente da Câmara, mais favorável ao Governo. Mas há entre os governistas muitos insatisfeitos com a presidente e que também sofrem pressões das suas bases eleitorais pela redução da maioridade penal.
Coluna Esplanada

16/07/2015

Empresário que presidia companhia de gás em PE foi sócio de Campos.




O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, autorizou nesta terça-feira (14) que a defesa de Aldo Guedes Álvaro, ex-sócio de Eduardo Campos e presidente afastado da Companhia Pernambucana de Gás, tenha acesso ao pedido da Procuradoria Geral da República (PGR) que originou as buscas e apreensões na casa e no escritório do empresário, no Recife.

O empresário Aldo Guedes Álvaro, que foi sócio de Eduardo Campos em uma fazenda, foi um dos alvos dos mandados e pediu ao Supremo acesso à investigação da Operação Lava Jato. O pedido da defesa era para ter acesso aos motivos que originaram a busca e apreensão.
O ministro Lewandowski considerou que o entendimento consolidado do Supremo autoriza que advogados tenham acesso às informações que constam sobre os clientes. A decisão indica que outros advogados que pedirem acesso também terão direito a obter detalhes sobre o que motivou as buscas e apreensões.
Conforme a defesa, além de sócio, Aldo Guedes era amigo pessoal de Eduardo Campos. O advogado Ademar Rigueira Neto disse não saber o motivo das buscas e nem se o cliente é suspeito. Segundo o advogado, o mandado que autorizou o trabalho da Polícia Federal não trazia detalhes.
Fonte: G1- Brasília


15/07/2015

Câmara mantém fim da reeleição presidencial


A Câmara manteve na noite desta quarta-feira (15) o fim da reeleição presidencial. Em maio, deputados já haviam aprovado o fim do instituto para os cargos do Executivo: presidente da República, governadores e prefeitos. A Casa rejeitou hoje, por 410 votos a dois, um destaque do DEM à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 182/07 que permitia apenas a reeleição presidencial.
O PMDB apresentou destaque que acabou com a possibilidade de mandato de cinco anos para o presidente da República e governadores de estado. O plenário ainda rejeitou a mudança da data de posse dos governadores e do presidente e manteve a data de 1º de janeiro após as eleições. A ideia era fazer com que a posse dos governadores fosse no dia 4 de janeiro pós-pleito, e a do presidente, no dia 5 de janeiro.
Outro destaque do DEM, desta vez aprovado, manteve o tempo atual dos mandatos de deputados, prefeitos, vereadores e senadores. À exceção dos senadores, cujo mandato é de oito anos, todos os demais eleitos têm mandatos de quatro anos. Na análise inicial deste tema, ocorrida em junho, foi incluída na proposta a duração de cinco anos para todos esses cargos eletivos.

14/07/2015

Sinpol-PE: Nota em apoio à advogada Noelia Brito


O Sinpol (Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco) é solidário a advogada e procuradora do Município do Recife, Noélia Brito. Noélia foi suspensa por oito dias de suas funções na Prefeitura por uma acusação de assédio contra funcionários de uma empresa terceirizada. Por denunciar ilegalidades trabalhistas e desvio de função dos próprios trabalhadores terceirizados, foi forjado um abaixo-assinado com uma assinatura falsa e depoimentos de pessoas com endereços falsos para incriminá-la.

Assim como ela, sabemos o que é sofrer perseguição em nome de uma causa coletiva. O Sinpol teve R$ 90 mil reais de sua conta corrente bloqueados por lutar em favor da segurança pública, dos policiais civis e, por consequência, do povo pernambucano. Episódios como estes que afrontam diretamente a liberdade de expressão, que tentam encurralar lideranças e instituições da sociedade civil, devem ser rechaçadas veementemente. Se no século passado a censura e as violações do direito de expressão eram exercitas pela tortura e pela violência, nos preocupa muito esta recente judicialização do processo democrático.

Na tentativa de cercear o direito de livre expressão, governo estadual e o governo da Cidade do Recife afrontam contra a democracia. Não vamos baixar a cabeça. Vamos reagir com mais luta, mais democracia, mais reivindicações.

Por isso, nós do Sinpol convidamos a companheira Noélia Brito e demais militantes das liberdades democráticas a participar do protesto, neste dia 15 de julho, a partir das 9h30, na Praça do Derby, Recife, pela Democracia e o Direito de Livre Expressão. 
Sinpol


Paulo Rubem: não pactuaremos com medidas golpistas




A Comissão Executiva Nacional do PDT, com as bancadas do partido na Câmara e do Senado, reúne-se agora em Brasília, desde 9:00, para debater a conjuntura do país, a crise política, aspectos econômicos da conjuntura e a necessidade de uma agenda alternativa nesse momento. O PDT reafirma sua posição contrária a qualquer processo de impeachment do governo Dilma.

Não pactuaremos jamais com medidas golpistas. Cresce, contudo,na direção, a posição de preservar o programa do partido, sobretudo nas votações no Congresso, construindo um espaço próprio mais amplo no cenário político nacional. Nesse rumo é clara a diferenciação das posturas do PSDB e do DEM, bem como de setores do PMDB, que fazem oposição de direita ao governo. 

Não se trata de sair do governo pelo fato do governo estar em crise, nem de permanecer por cargos. A direção é construir um programa interna e externamente para levá-lo à sociedade ainda esse ano, em 2016 e em 2018, mantendo as posturas do partido nas votações das matérias enviadas pelo governo, conduzindo-se pela coerência com seu programa, sua história e suas bandeiras e compromissos populares fundamentais. Sempre no campo de esquerda, democrático e popular.

Paulo Rubem Santiago

Magoado com Lula e Dilma, Dirceu esboça autobiografia


Vem aí um livro bomba, escrito por quem o PT menos esperava: o ex-ministro José Dirceu. Condenado no Mensalão, cumprindo hoje pena domiciliar, mas de novo na mira da Justiça e com risco de ser preso no escândalo do Petrolão, Dirceu escreve sua autobiografia.
A amigos que o visitaram em sua casa nos últimos dias, em Brasília, Dirceu desabafou estar ‘muito magoado’ com a presidente Dilma e o ex-presidente Lula. ‘Eles me deixaram sozinho, me abandonaram’, comentou para um deles, amigo de longa data.
Dirceu confidenciou que levanta material para sua biografia com histórias sobre a sua recente prisão – uma injustiça, na sua visão – e a ‘equivocada’ condenação pelo STF.
O ex-ministro juntará ao livro fotos de arquivo pessoal um amigo de infância de Passa Quatro, um dos pioneiros de Brasília. Já existem esboços de páginas, com fotos, sobre Simone, a atual esposa, e M.A., a filha de quatro anos do ex-dirigente petista, que residem com ele no Lago Sul.
Dirceu pretende lançar a autobiografia o quanto antes, diante da decisão do STF de liberar as biografias não-autorizadas. Ele já foi alvo de uma, do jornalista Otávio Cabral.
Procurado, o advogado do ex-ministro até o momento não se manifestou.
Fonte: Coluna Esplanada

Polícia federal cumpre mandato de busca e apreensão em Pernambuco



Logo após ser divulgada a informação de que a Polícia Federal ocupou sua casa, em Boa Viagem, cumprindo um dos oito mandados de busca e apreensão que está realizando em Pernambuco, o senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) divulgou uma nota à imprensa, na manhã desta terça (14).

Nela, ele disse que “manifesta sua confiança no trabalho das autoridades que conduzem este processo investigatório e continua, como sempre esteve, à disposição para colaborar com os ritos processuais e fornecer todas as informações que lhe forem demandadas; inclusive, de documentos que poderiam ter sido solicitados diretamente ao senador, sem qualquer constrangimento”. O senador  finalizou afirmando que “aguarda o momento de seu depoimento e reitera sua confiança no pleno esclarecimento dos fatos”.

Também investigado dentro da chamada Operação Politeia, que é um desdobramento da Lava Jato, o deputado federal Eduardo da Fonte (PP) foi procurado pelo JC para que se pronunciasse através de sua assessoria de imprensa. Porém, todos os celulares se encontravam desligados. 

Além dos 8 mandados realizados em Pernambuco, a Politeia está fazendo buscas, neste momento, no Distrito Federal (12 mandados) e nos estados da Bahia (11), Alagoas (7), Santa Catarina (5), Rio de Janeiro (5) e São Paulo (5).  São ao todo 53 mandados, expedidos pelos ministros Teori Zawascki, Celso de Mello e Ricardo Lewandowski, todos referentes a seis processos instaurados a partir de provas obtidas na Operação Lava Jato e envolvendo políticos com foro privilegiado como deputados federais, senadores, presidente da república e ministros de Estado.

Aproximadamente 250 policiais federais participam da ação, realizada em conjunto com o Ministério Público Federal. Em Pernambuco, estão em serviço 40 policiais federais e oito procuradores da República, cumprindo mandados no Recife e em Suape, na Refinaria Abreu e Lima.

Leia mais: http://jconline.ne10.uol.com.br

                             http://jconline.ne10.uol.com.br


Fonte: JC Online

13/07/2015

Pimentel quer contra-atacar sites e blogs que o acusam


O PT de Minas Gerais, com aval do governador Fernando Pimentel – na mira da Polícia Federal – sonda especialistas para contra-atacar nas redes sociais sites e blogs que o criticam.
Em tempo, a primeira-dama, Carolina, trabalhou em Brasília com empresa que prestava consultoria para mídias digitais.
Coluna Esplanada

Priscila Krause: Zoológico é retrato do descaso




A deputada Priscila Krause (DEM) denuncia descaso do governo do estado para com o Zoológico do Parque Dois Irmãos em Recife e cobra providências. 

"Situação alarmante do Parque Dois Irmãos, no Recife, onde fica o nosso Zoológico. Falta manutenção, os banheiros estão em péssimo estado, há obras abandonadas, o lago está tomado pela vegetação, alguns animais parecem magros e descuidados. Apelo à Secretaria de Meio Ambiente, em nome das nossas fauna e flora, que finalmente reforme o espaço, criando o Hospital Veterinário e implantando melhorias principalmente para os animais. O Ministério Público já interviu, mas a situação permanece muito ruim. De um orçamento de 7,0 milhões para o ano todo, o governo gastou R$ 991 mil em seis meses", diz Priscila.

O mais estranho é que , a pouco mais de um ano circulou em blogs e Redes Sociais o gasto escandaloso  do Governo do Estado na construção de dois banheiros, no dito Zoológico.



Ariadne Morais

12/07/2015

Nota do Sinpol sobre o bloqueio de sua conta



O Sinpol recebeu com indignação e repúdio o bloqueio de R$ 90 mil das contas do sindicato, determinado pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), na tarde esta quinta-feira, 9 de julho. A decisão do desembargador José Fernandes de Lemos, atendendo à liminar pedida pelo Governo do Estado, é uma tentativa de asfixiar financeiramente o movimento dos policiais civis e de diminuir a luta da categoria.

Essa investida contra o Sinpol denuncia o total desespero político do Governo Paulo Câmara. É chegada a hora de todo o movimento sindical pernambucano, assim como entidades e setores da sociedade civil, impedirem essa judicialização e escalada conservadora contra as representações dos trabalhadores.
A justiça social e econômica reivindicada pela sociedade brasileira tem na luta sindical um forte pilar de sustentação e a perseguição ao movimento sindical denuncia um viés autoritário e inaceitável no momento político que vivemos hoje em nosso país.
O Sinpol vai lutar contra isso. Não aceitamos a tentativa de calarem nossa voz e vamos reagir com mais luta, mais reivindicação democrática e mais união da categoria.
Na próxima quarta-feira, 15 de julho, conclamamos policiais civis, servidores públicos e demais trabalhadores pernambucanos a participar do ato político “Movimentos Sindicais e Sociais em Defesa da Democracia”, na praça do Derby a partir das 10 horas da manhã.
Chamamos policiais civis e pernambucanos que se solidarizarem com a luta encabeçada pelo Sinpol e a realizar doações financeiras em qualquer quantia para permanecermos na luta, em favor dos policiais civis, da Segurança Pública e do povo pernambucano.
DIRETORIA DO SINPOL

Bancada do PDT quer derrubar o ministro do Trabalho


A bancada do PDT na Câmara, que votou unida contra o pacote fiscal, com pretexto de respeitar a memória de Leonel Brizola, agora enquadrada pela presidente Dilma empurra a conta para o ministro de seu partido, Manoel Dias, do Trabalho.
Os deputados querem a cabeça de Dias. Liderados por Weverton Rocha (MA) e Ronaldo Lessa (AL) – ambos pretendentes ao cargo – os parlamentares procuraram o chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, e o vice-presidente e articulador Michel Temer, para pedir a vaga para o grupo.
Um dos fundadores do PDT, o ex-motorista de Brizola na década de 60, está no comando do ministério por indicação de Carlos Lupi, presidente do partido que foi demitido por Dilma.
Na quarta à noite o ministro se reuniu com Lupi e apararam as arestas – Lupi era o porta-voz da bancada na Câmara. Ciente do complô, Mercadante se esforça para contornar a situação, mas ele cobrou unidade no partido. Está difícil.
Apeado do cargo por Carlos Lupi e o ministro Dias, o ex-ministro Carlos Brizola roda Brasília inflamando o ambiente. Esteve com os deputados nos dias das votações.
Com esse fogo amigo contra o ministro, o PDT já é apelidado nos corredores de Brasília como Partido Dá Trabalho.
Leandro Mazzini

Concessão do Aeroporto de Confins aterrissa na Justiça


O presidente da Central dos Sindicatos Brasileiros, Antônio Neto, divulgou na sexta (10) documento endossado por representantes de 500 sindicatos contra a Medida Provisória 680/15, que instituiu o Programa de Proteção ao Emprego (PPE). O alvo é o socorro à indústria automobilística com recursos do FAT.
“Não deve ser feito esse programa com o uso dos recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador para subsidiar os lucros do setor automobilístico. Não aceitamos isso'', disse Neto.
O documento foi divulgado no encerramento do Seminário de Formação Política promovido pela CSB em São Paulo, no qual foram lembrados os feitos dos ex-presidentes Getúlio Vargas, João Goulart, e de Tancredo Neves, Ulysses Guimarães e Leonel Brizola.
Participaram do encontro o ministro do Trabalho, Manoel Dias, o vice-governador de São Paulo, Márcio França (PSB), o presidente do PDT, Carlos Lupi, o economista Luiz Gonzaga Belluzzo, José Augusto Ribeiro e João Vicente Goulart. A turma desancou a política econômica e os juros altos no Brasil.
Lorenzo Carrasco, jornalista mexicano, e Antônio Alvares Esparza, presidente da Confederação Revolucionária de Trabalhadores do México, deram palestras como convidados e mostraram-se preocupados com a crise econômica mundial.
“É a pior crise do sistema econômico dos últimos tempos'', ressaltou Esparza.
Coluna Esplanada

10/07/2015

Empresas investigadas celebram contratos com a Secretaria de Educação


O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) investiga denúncia de um suposto cartel formado por quatro empresas fornecedoras de gêneros alimentícios que obtiveram contrato com a Secretaria Estadual de Educação a partir de 2010. O inquérito civil público, instaurado pela promotora Áurea Vieira, se fundamenta num outro inquérito da Polícia Federal.

A promotora não quis se pronunciar, porque tem em mãos informações preliminares. Contudo, na publicação do Diário Oficial, a promotoria relata que se trata  das empresas A.S Comércio e Representações, Alimax Comércio e Representação de gêneros Alimentícios, MP Distribuidora de Produtos Alimentícios e a Alves & Souza Distribuidora de Alimentos.

"As empresa atuam de forma organizada visando obter ilicitamente, contratos vantajosos junto a órgãos públicos", diz o documento.

Fonte: Jornal do Commercio

09/07/2015

Pernambuco: saúde na UTI





Hospital Oswaldo Cruz suspende ambulatório de oncologia e entrada de novos pacientes na UTI.  A medida, confirmada na tarde desta quinta-feira pelo gestor do hospital, Bento Bezerra, acontece depois que médicos do HUOC ameaçaram parar o atendimento do Centro de Oncologia (Ceon) e denunciaram ao Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) e o Ministério Público de Pernambuco (MP-PE) a falta de medicamentos e materiais que estaria inviabilizando o atendimento.

Fonte: Diário de PE

08/07/2015

IML Recife : sujeira e corpos jogados à imundice





Do Portal LeiaJá

Antes da reportagem do Portal LeiaJá entrar no setor de necropsia, o vice-presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol-PE), Rafael Cavalcanti, já alertou: “Vocês precisam ter estômago pra entrar lá! Não há condição digna de trabalho para nossos trabalhadores”. De acordo com Cavalcanti, a situação dos servidores do IML é uma das mais precárias da categoria. “O IML não passa por uma reforma há bastante tempo. Só nesta semana aconteceram várias quedas de energia elétrica. Os servidores trabalham em meio a corpos em estado de putrefação”, denunciou o vice-presidente do Sinpol.


Na sala de necropsia, nossa reportagem encontrou um piso molhado, focos de lama, sangue nas mesas, couro cabeludo espalhado pelo chão, além de problemas no teto e nos aparelhos usados pelos legistas. Na mesa da sala de raio-x, por exemplo, a falta de higiene também é notável. Existe lama e o equipamento apresenta fiação exposta. Na câmara fria, onde os corpos ficam guardados a baixa temperatura, existem sujeira e sangue por toda a parte.

Segundo um servidor que atua no IML que não quis se identificar, os objetos utilizados para os exames nos corpos são arcaicos. Facas do tipo peixeira, cabos de madeira, serras, linha usada em pipas e até haste de guarda chuva viram ferramentas de trabalho durante os exames. “Essa é a condição de trabalho que estamos submetidos. É desumano trabalhar no IML”, disse o servidor.

Em entrevista à TV Globo, a gerente geral da Polícia Científica de Pernambuco, Sandra Santos, afirmou que o Governo de Pernambuco já possui recursos para iniciar reforma nas unidades (Recife, Caruaru e Petrolina) do IML ainda neste ano. “Nós estamos trabalhando para operacionalizar essas reformas. Ontem, eu tinha uma equipe de engenheiros visitando o IML e já monitorando quais as áreas a gente vai começar essas reformas”, declarou a gerente. Sandra Santos também informou que existe a previsão da realização de um concurso público para a Polícia Científica, cujo edital ainda não foi divulgado. “Nós teremos 316 vagas distribuídas para todos os cargos”, garantiu Sandra Santos.        
De acordo com os policiais civis em protesto, até o final desta quarta-feira, os serviços de necropsia e consequentemente liberação dos corpos estão suspensos, por causa da paralisação de 24 horas da categoria. A previsão, até o momento, é que tudo se normalize nesta quinta-feira (9). Até o início desta tarde, os policiais realizam um ato em frente ao IML, no bairro de Santo Amaro, área central do Recife.